Operação-SC-V Uma promoção do:
Operação-SC-V Uma promoção do:
Sinta-se livre para entrar em contato:
Notícia 29.04.2016

Confira alguns programas e eventos de incentivo ao empreendedorismo que estão com data marcada:

 

29.04 - DAZIDEIA

Encontro DAZIDEIA, 04 de maio na ACATE

Idealizado pelo startupeiro Giovanni Santoro e pela marketeira Camila Ferreira, o Dazideia tem como objetivo auxiliar os interessados em criar sua Startup, validando e aperfeiçoando suas ideias através do Pitch! em eventos, além de fomentar o mercado de Startups e inovação em Florianópolis e região. O é evento aberto e destinado a desenvolvedores, empreendedores, investidores, ou mesmo curiosos que tenham interesse em estar por dentro da rede dazixtartup e acontecerá no dia 04 de maio, no Centro de Inovação Acate.

Informações e inscrições neste link.

 

 

29.04 - Yunus

Palestra de Lançamento da Yunus Negócios Sociais em SC, 05 de maio em Florianópolis

No Brasil, a Yunus Negócios Sociais tem como objetivo desenvolver negócios sociais pelo país por meio de seu fundo de investimentos e aceleradora para negócios sociais. A Yunus promove os negócios sociais no meio acadêmico e realiza palestras, workshops e eventos por todo o Brasil. Oferece também serviços de consultoria para empresas, governos, fundações e ONGs. A Yunus conta agora com uma representação em Santa Catarina, com o objetivo de disseminar o conceito dos negócios sociais e apoiar empreendedores no Estado. Será realizada no auditório da ESAG/UDESC  a palestra de lançamento e nesta conversa, a representante da Yunus em Santa Catarina, Daniela Reis, e o coordenador da rede nacional, Victor Pucci, vão apresentar a estratégia para o estado e abrir as oportunidades de participação da comunidade.

Informações e inscrições neste link.

 

 

29.04 - Meetup Startup SC

13º Meetup Startup SC, 05 de maio em Joinville

No dia 05 de maio, empreendedores, investidores e interessados se reunirão em um Happy Hour para se conhecerem  melhor e ampliar seus networkings. Nesta edição, o evento irá acontecer na Expogestão 2016, em Joinville e é voltado para startups ou pessoas que tenham interesse em começar ou se envolver com startups.

Informações e inscrições neste link.

 

 

 

29.04 - SW JaraguáStartup Weekend Jaraguá do Sul, 13 de maio em Jaraguá do Sul

O  Startup Weekend é uma rede global de líderes e empreendedores de alto impacto em uma missão para inspirar, educar e capacitar indivíduos, equipes e comunidades. Mais de 8.000 startups foram criadas nos eventos realizados em cerca de 100 países. É um evento de imersão, uma experiência única onde empreendedores e aspirantes a empreendedores podem descobrir se suas ideias de startups são viáveis e no dia 13 de maio vai acontecer em Jaraguá do Sul.

Informações e inscrições neste link.

 

 

Notícia 27.04.2016

Empreender com sustentabilidade tem sido cada vez mais comum e necessário. Além da redução de custos na produção e para o consumidor final, encontrar soluções sustentáveis e inovadoras contribui para a preservação do meio ambiente, movimenta a economia e melhora a qualidade de vida de todos os envolvidos. Pensando nisso, pesquisadores da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) estão desenvolvendo telhas sustentáveis, produzidas a partir do reaproveitamento de resíduos de olarias locais, com argamassa e fibras vegetais da Amazônia.

O subcoordenador do projeto de pesquisa, o doutor em engenharia de materiais João de Almeida, relata que as fibras naturais dão maior resistência ao material e a combinação dos compostos pode melhorar a sensação térmica nas residências. O processo de produção da telha consiste na prensagem (compressão) de uma argamassa constituída por cimento, areia, metacaulina (resíduos de cerâmica), água e outros elementos, reforçada com camadas de tecidos de fibra de juta e malva. Segundo o engenheiro, a metacaulina utilizada na produção da argamassa é o diferencial da telha, pois evita a degradação das fibras vegetais ao longo do tempo e reduz o consumo de cimento em até 50%, tornando o produto mais barato e competitivo1600614.

Para a engenheira Daiana Góes, sócia no projeto inovador, a telha sustentável terá uma boa aceitação pelos consumidores pelo fato de que, além de resistente e seguro, o material será mais barato em comparação aos demais disponíveis no mercado. Segundo a pesquisadora, a utilização das fibras amazônicas contribui com a redução do consumo de energia elétrica na produção e estimula o trabalho dos produtores rurais e ribeirinhos.

 “Estamos propondo a utilização de tecidos de fibras de malta e juta, que é natural, não se consome energia elétrica para sua produção. Além do fator ecológico, tem a questão do baixo consumo de energia, diferente das telhas com reforço sintético, que gastam bastante energia elétrica no processo de produção. O projeto de pesquisa também incentiva as comunidades ribeirinhas a produzirem mais fibras naturais e, consequentemente, auxilia na sobrevivência das famílias”, disse Daiana.

O pesquisador João de Almeida reforça a questão sustentável com o reaproveitamento do que seriam rejeitos das olarias, reduzindo a quantidade de cimento na composição da telha:

“No nosso caso, estamos utilizando um resíduo cerâmico. A metacaulinita é um tipo de argila queimada. Na nossa região temos esse material em grande quantidade. Temos utilizado, principalmente, resíduos das olarias, pedaços de telhas e tijolos, e fazemos o reaproveitamento desse material. Temos aproximadamente 60 olarias nas proximidades de Manaus, então, estaremos usando o rejeito dessas olarias” explica o engenheiro.

O projeto ganhou destaque em vários veículos de comunicação, inclusive Folha de São Paulo e revista Exame, repercutindo positivamente na mídia. A telha está sendo desenvolvida pela empresa Ecomateriais da Amazônia e o projeto foi um dos aprovados na Operação Piloto do Sinapse Amazonas, contando com o apoio do Governo do Estado do Amazonas via Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas – FAPEAM. O protótipo tem previsão de conclusão em 12 meses e a expectativa dos empreendedores é que a tecnologia seja inserida no setor da construção civil.

 

Fonte: FAPEAM

Notícia 22.04.2016

Confira alguns editais e eventos de incentivo ao empreendedorismo que estão com data marcada:

 

Slide1

Edital Startups de Negócios Inovadores da Unisul, inscrições até dia 29 de abril

A Unisul Unidade Pedra Branca, por meio da Agência de Inovação e Empreendedorismo da Unisul (AGETEC), lança o edital de Startups de Negócios Inovadores. As inscrições podem ser feitas de 18 a 29 de abril de 2016. Os projetos selecionados deverão cumprir um período mínimo de seis meses e máximos de doze meses. Serão ofertadas para este edital o total de 10 vagas. O recebimento das Propostas de Startups será via link http://goo.gl/forms/mNg3CxzY7c, até 29/04/2016 às 24h.

http://hoje.unisul.br/unisul-lanca-edital-de-startups/

 

Slide2MEETUP GROWTH HACKING SC, 29 de abril – Florianópolis

O grupo Growth Hacking SC nasceu com intuito de unir a comunidade de hackers e interessados. A proposta é criar um ambiente para troca de conhecimento, exposição de cases, realização de experimentos e muito networking. No dia 29/04 acontecerá a primeira edição do Meetup, que tem como speaker o João Emilio Dambroz, que é Growth Product Manager da ContaAzul. ContaAzul é um sistema de gestão para controle financeiro de PMEs e também se destaca como um grande case de SC.

Inscrições: https://www.sympla.com.br/1-edicao-do-meetup-growth-hacking-sc__63579

 

Slide3Workshop Soluções Inovadoras em Nanotecnologia para a Indústria Catarinense, 5 de maio na FIESC

A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina – FIESC, a Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, por meio do Laboratório Interdisciplinar para o Desenvolvimento de Nanoestruturas – LINDEN e a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina – FAPESC, realizarão um Workshop intitulado “Soluções Inovadoras em Nanotecnologia para a Indústria Catarinense”. O evento tem como objetivo reunir empresas para discutir os desafios de desenvolvimentos em nanotecnologia com vistas à incorporação de soluções inovadoras para impulsionar a competitividade de setores chaves da economia catarinense.

Inscrições: https://docs.google.com/a/sinapsedainovacao.com.br/forms/d/18_BaxYMswOAnjOgwnECWH6ZtPyJcLTWg2mf84Ggle0s/viewform?c=0&w=1

Notícia 20.04.2016

Já imaginou um equipamento que permita o acompanhamento do consumo energético dos aparelhos das residências? Pesquisadores do Amazonas estão desenvolvendo um dispositivo que possibilitará que os consumidores gerenciem e monitorem, via smartphones e computadores, o consumo elétrico dos aparelhos residenciais. Ficar de olho no consumo de energia elétrica é essencial para evitar sustos quando chegar a fatura, não é mesmo?

Intitulada de “Mashina”, a ferramenta está sendo desenvoinfografico-Mashina-Suelvida por microempreendedores com apoio do governo do Estado do Amazonas via Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) no âmbito do Sinapse Amazonas. O projeto foi um dos 40 aprovados na operação piloto do programa no estado e a expectativa é de que um protótipo fique pronto em 6 meses.

A ferramenta

Segundo o coordenador do projeto, o engenheiro elétrico Allan Roberto Amorim, o funcionamento da ferramenta é simples e se dá por meio de uma central controlada remotamente por computador ou celular. A central fará o gerenciamento dos dispositivos na residência, monitorando o consumo energético para otimizar o uso dos equipamentos, gerando uma redução no consumo de energia.

“O processo é bastante prático. O usuário poderá ligar ou desligar determinados equipamentos em sua residência com um simples toque na interface do seu smartphone. Para isso, bastará que ele tenha uma conexão com a internet. Indicadores de consumo e estimativas serão apresentados ao usuário, permitindo a tomada de decisões no sentido de economizar energia”, disse o Amorim.

O termo “Mashina” é russo que significa máquina, motor, e foi proposto por um designer que atuou com a equipe no início do projeto. “Mashina é algo que transforma uma fonte de combustível em movimento útil. Nós transformamos conhecimento técnico em produtos”, disse o engenheiro.

Além de transformar o conhecimento técnico em produtos, em tempos de crise energética e aumento das tarifas no país, a ferramenta auxiliará os consumidores a, de forma simples e prática, reduzir o consumo nas residências e, consequentemente, o valor pago a concessionária pelos serviços.

Fonte: FAPEAM

Infográfico: Suelen Souza / Agência FAPEAM