Operação-SC-VI Uma promoção do:
Operação-SC-VI Uma promoção do:
Sinta-se livre para entrar em contato:

Sináptica é destaque em reportagem da GloboNews

Notícia 20.10.2016

A Atar, a primeira empresa brasileira a desenvolver uma tecnologia vestível que realiza pagamentos, foi destaque na reportagem do Mundo S/A, da GloboNews, que abordou o mercado de tecnologias direcionadas ao pagamento através de dispositivos móveis e wearables. A startup catarinense foi uma das empresas contempladas na quarta edição do Sinapse no estado e passou por diversos outros programas nacionais e internacionais de aceleração e empreendedorismo.

O produto desenvolvido pela sináptica é composto por hardware e software. A Atar band é uma pulseira que efetua pagamentos a partir da aproximação do acessório com a máquina de cartões, o que é possível graças à tecnologia NFC (Near Field Comunication) que permite a troca de informações entre dispositivos compatíveis que estejam próximos um do outro. Através de um aplicativo da Atar, o usuário coloca “créditos” na pulseira de acordo com sua necessidade e ao efetuar uma compra, o valor é debitado da conta corrente virtual.

A pulseira é texturizada de silicone poligênico, é totalmente à prova d’água e tem como diferencial a não utilização de bateria para o seu funcionamento. Quando questionado pelo repórter da GloboNews sobre o mercado e os desafios para encarar os gigantes concorrentes como Samsumg Pay e Apple Pay, Orlando Purim, CEO da Atar, afirmou que enquanto os produtos das gigantes são de custo mais elevado e tem instituições financeiras por trás do sistema de pagamentos, a Atar desenvolve tanto o software quanto o hardware, e finaliza: “A Atar é uma empresa de experiência, quer entregar uma experiência completa para o usuário.”

A sináptica realizou uma campanha de pré-venda do produto, que foi um sucesso, com mais de 1000 dispositivos encomendados. Os próximos passos da empresa são: a fixação da marca pelo Brasil, o reforço do uso da pulseira e o desenvolvimento de novos dispositivos.

Confira a reportagem na íntegra através do link: http://bit.ly/ATAR-MundoSA-

atar